Pode acabar uma música com um acorde com sétima maior?

polícia do jazz
Cursos Técnicos

Pode acabar uma música com um acorde com sétima maior?

Claro, a polícia do jazz, da música erudita, ou de que gênero for deixou de prender quem termina a música sem um acorde perfeito.

Um acorde perfeito, para que saibamos, possui fundamental, terça maior e quinta justa, ou se o tom for menor, fundamental, terça menor e quinta justa.

Já no final do período romântico, século XIX, a finalização de música começou a observar outros atributos, que não a resolução que fortalece o centro tonal, sem que ocorram batimentos entre as notas. Esse é o ponto.

É possível terminar a música cadencialmente, com cadência perfeita ou imperfeita, plagal, mas também com convencionamento, regra de três, diluição, decomposição, e até o famigerado, mas presente na indústria fonográfica, o fade out.

Seja feliz, demonstre a finalização com um gesto para que fique claro ao público que a experiência daquele som acabou, e o acorde que você vai utilizar, fica a seu critério. A polícia corneta, mas não pode prender ninguém.

E já adianto que nesse caso a polícia da música erudita é mais taxativa e careta.

Estudamos isso, e muito, no curso técnico de processos fonográficos – produção musical, aqui do Souza Lima, curso que eu mesmo, Professor João Marcondes, criou.

Vem!

Pós Graduação
Previous articleTranscrever música ajuda na alfabetização musical?
Next articleQual o maior blog de música do Brasil?
Eu sou o Professor João Marcondes! Apaixonado por música e educação musical. Sou compositor e instrumentista com muita coisa publicada. Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical da Faculdade e Conservatório Souza Lima - cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, e sou diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. E também de maneira impressa. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Minhas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. Sou diretor e fundador da gravadora BAC Discos! Que lançou diversos artistas atuantes hoje na música brasileira. Conheça em www.bacdiscos.com/ Segue meu instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/