Pontualidade é qualidade de um músico profissional?

pontualidade
Cursos Técnicos

Pontualidade é qualidade de um músico profissional?

Sim! A pontualidade é um diferencial e tanto para o futuro músico. Que coisa? E trata-se apenas de cumprir a risca sua agenda!

O músico brasileiro é famoso no mundo por não cumprir horário, sabia? E mais que isso: alguns músicos profissionais no Brasil tratam o atraso como algo normal.

Fato: pontualidade é primordial!

Não basta ter domínio técnico do seu instrumento. Ter um bom equipamento. E uma lista e tanto de contatos. Isso é base, e deveria ser assim como cumprir o combinado.

Você deve cumprir os horários, cronogramas e prazos estabelecidos pelo trabalho. Se for a criação de uma trilha, se for o horário de ensaio, aula ou uma gravação – o bom reflexo do seu compromisso está em algo que parece mínimo, não é verdade?

Qualidade? Ou obrigação?

Infelizmente vivemos um momento em que algo que deveria ser obrigatório é ponto de qualidade. Sabe aquele comentário “Nossa como seu filho é educado!”? Incide em uma interpretação completamente distorcida dos valores educacionais, correto? Educação é preliminar! Afinal a educação é mesmo uma qualidade? E ser pontual?

Saber se portar em sociedade é uma obrigação presente nos objetivos da educação social, familiar. A mesma analogia sugiro que façamos  na carreira de músico quanto ao horário.

Chegue com antecedência em um trabalho que necessita montagem ou preparação prévia. Entregue suas obrigações de produção musical ou criação artística de maneira antecipada. Cumpra os prazos estabelecidos. Essas simples ações reverberam sobre sua marca, e te trazem outros trabalhos.

Fato que você pode chegar 100 vezes no horário, mas se atrasar uma vez de forma injustificada pode ser uma marca ruim ao seu trabalho. Complicado, é verdade, tratando-se da vida em uma grande cidade, dos diversos compromissos que temos como músicos profissionais, responsabilidades pessoais, e compromissos familiares.

Eventualidades?

Claro que há eventualidades, mas carregar qualquer estigma é péssimo para sua carreira como músico profissional. E quando contínuo mancha um histórico de indicação ou de um outro bom trabalho realizado, como mencionada muitos trabalhos do músico profissional ocorrem através de um eixo de bons trabalhos realizados, por indicação.

Aquela imagem do Músico desleixado é parte de um passado que até duvido ter de fato existido. Para o verdadeiro músico profissional, erudito ou popular, a pontualidade não é qualidade, é obrigação.

Assim:

Não faça o contratante esperar. Ou o aluno esperar. Entregue trabalhos dentro do prazo, mesmo quando aluno, seu nome já está em voga.

Eu, por exemplo, nos cursos preparatórios para vestibular que coordeno e nos programas regulares – sempre inicio falando que somos a partir de agora colegas. Poderemos em breve estar trabalhando juntos, e sua impressão voga a partir do nosso primeiro encontro.

Um ponto importante então, é negociar e cumprir algo plausível. Não prometa o que será complicado realizar, também é uma qualidade de um músico profissional.

A vida do Músico profissional inicia no dia seguinte a decisão que foi tomada em fazer parte desse nicho.

Vamos em frente como qualidade de um músico profissional.

#VemProSouzaLima

No preparatório para vestibular, como comentei, tratamos também disso! Preparação para carreira do músico! Saiba mais!

E uma preparação que não está apenas em conteúdos teóricos, mas em orientação de fato de suas ações e atividades, do seu comportamento e estado de trabalho. 

Nada na vida é conquistado de maneira desordenada, e ter uma orientação é sempre um excelente plano para começar em uma área um tanto inóspita na visão de leigos e terceiros.

Todas as variações profissionais, todos os percursos que somamos, são parte de uma estada da classe musical. A forma como nos vêem é repleta de preconceitos, e estamos sempre lutando para sermos vistos de maneira adequada.

Publicado em 3 de fevereiro de 2018, ampliado e revisado em 3 de setembro de 2020.

Pós Graduação
Previous articleComo escrever uma partitura quanto a duração? Parte 1
Next articleComo desenvolver a leitura à primeira vista em música?
Eu sou o Professor João Marcondes! Apaixonado por música e educação musical. Sou compositor e instrumentista com muita coisa publicada. Sou coordenador pedagógico dos programas Composição Popular - Letra e Musica, do Preparatório para Vestibular de Música (extensivo, semi-intensivo e intensivo), do Curso Técnico em Processos Fonográficos - Produção Musical, e da Pós-Graduação em Educação Musical da Faculdade e Conservatório Souza Lima - cursos que ocorrem na unidade Paraíso. Também coordeno programas livres como Arranjo para pequenos agrupamentos, Arranjo para agrupamentos médios, Composição Instrumental. E coordeno as unidades Moema e Alphaville desde 2010. Também atuo na instituição em tarefas administrativas, e sou diretor da editora Souza Lima. Sou autor do BLOG Souza Lima e do BLOG Souza Lima - Magazine Luiza! Meus livros e métodos estão publicados no KINDLE - Amazon em parceria com a Editora Souza Lima. E também de maneira impressa. Sou educador Musical, compositor, arranjador e instrumentista. Mestre em Educação Arte e História da Cultura, especializado em docência em música brasileira, graduado e técnico em música. Minhas composições e obras fonográficas estão disponíveis para audição no Spotify, Deezer e iTunes Music. Sou diretor e fundador da gravadora BAC Discos! Que lançou diversos artistas atuantes hoje na música brasileira. Conheça em www.bacdiscos.com/ Segue meu instagram; https://www.instagram.com/joaomarcondesoficial/